Pressão baixa

A pressão arterial normal é, em média, 120/80 mmHg. Porém, valores como 80/50 mmHg ou até 149/89 mmHg também podem ser adequados, dependendo do contexto clínico do paciente.

A pressão baixa, ou seja, uma pressão arterial abaixo da média da população não é necessariamente um problema, principalmente se essa pressão não atrapalhar as atividades normais do indivíduo.

Neste artigo vamos explicar o que é a pressão baixa e quais são os problemas que ela pode acarretar.

O que é considerado pressão arterial normal

A pressão arterial (PA) é um dos indicadores da perfusão sanguínea dos tecidos. Quando a pressão arterial está normal, isso significa que todos os tecidos do corpo estão conseguindo ser adequadamente perfundidos. Em geral, consideramos uma pressão arterial entre 100/60 mmHg e 120/80 mmHg.

Chamamos de hipertensão arterial quando a pressão arterial sanguínea está acima do necessário para uma normal perfusão tecidual, podendo, inclusive, causar danos aos vasos e órgãos a longo prazo. Por outro lado, chamamos de hipotensão quando a pressão arterial está baixa, não sendo suficiente para nutrir todos os tecidos do corpo. Portanto, mais do que um número absoluto, a pressão arterial normal é aquela que mantém todos os órgãos e tecidos bem supridos de sangue, sem perigo de causar lesão aos mesmos (leia SINTOMAS E TRATAMENTO DA HIPERTENSÃO ).

Se uma pessoa saudável tem uma pressão de 85/55 mmHg e consegue fazer suas atividades diárias normalmente, ela não tem necessariamente uma pressão baixa, ela tem uma pressão normal, que é apenas mais baixa que a média da população.

Em contrapartida, uma pessoa hipertensa que há anos tem PA ao redor de 180/100 mmHg e após começar a tomar medicamentos para hipertensão consegue baixar rapidamente sua pressão para 110/70 mmHg pode sentir-se mal, com sintomas de hipotensão, apesar de ter uma pressão arterial com valores considerados normais. Isso ocorre porque o organismo deste paciente não está habituado a trabalhar com valores de pressão arterial nesse nível, o que acarreta em uma baixa perfusão de sangue nos tecidos.

Portanto, apesar do valor da pressão arterial ser um dado importante, em determinadas situações ele precisa ser interpretado dentro do contexto clínico do paciente.

Para saber mais sobre os valores da pressão arterial, leia: VALORES NORMAIS DA PRESSÃO ARTERIAL.

Quando a pressão baixa é preocupante?

Todas as vezes que o paciente tiver valores de pressão arterial menor que 100/60 mmHg e apresentar sintomas de pressão baixa, tais como tonturas, incapacidade de se manter em pé, suor frio, pele úmida, taquicardia (coração acelerado), vômitos, câimbras ou redução do nível de consciência, dizemos que o paciente tem um quadro de hipotensão arterial.

Em alguns casos, a pressão baixa também preocupa, mesmo que não haja sintomas. Em fases mais avançadas, doenças como a insuficiência cardíaca (leia: INSUFICIÊNCIA CARDÍACA – CAUSAS E SINTOMAS) ou a cirrose (leia: CIRROSE HEPÁTICA – Sintomas, Causas e Tratamento) provocam alterações na distribuição de sangue pelos vasos sanguíneos do corpo, fazendo com que esses pacientes apresentem uma pressão arterial baixa. Nestes casos, mesmo que os pacientes não apresentem sintomas, não consideramos a pressão baixa como normal, uma vez que ela está sendo provocada por uma doença, não é apenas uma característica do paciente.

A hipotensão é um sinal preocupante se o paciente estiver tendo uma infecção aguda. Se um indivíduo costuma ter pressão normal ou alta, e durante um quadro de infecção a sua pressão arterial abaixa muito, isso pode ser um sinal de gravidade. Esse paciente deve ser avaliado por um médico e provavelmente tratado em nível hospitalar.

Uma outra situação que também é preocupante e potencialmente fatal são os casos de hipotensão associados à dor no peito ou palpitações, pois estes sintomas podem indicar um problema cardíaco grave.

E aquelas tonturas que sentimos em dias quentes ou quando nos levantamos rapidamente?

Quando estamos submetidos a situações de estresse, como medo, calor intenso, dor, etc., o corpo pode apresentar uma súbita queda da pressão arterial por uma situação que chamamos de reflexo vagal (para entender melhor, leia: DESMAIO, SÍNCOPE E REFLEXO VAGAL).

Já aquelas tonturas que sentimos quando nos levantamos muito rapidamente ocorrem pela chamada hipotensão postural. Quando estamos deitado, o corpo não precisa vencer a gravidade para levar sangue de volta ao coração e ao cérebro. Ao nos levantarmos subitamente, a pressão arterial que era suficiente quando estávamos deitado, pode ser insuficiente nos primeiros instantes que ficamos em pé. Em geral, o corpo rapidamente se adapta e não sentimos muitos sintomas, mas em idosos, diabéticos e pessoas desidratadas, esta resposta pode demorar alguns segundos, sendo o suficiente para ocorrerem sintomas mais fortes, como tonturas, vista escurecida, suores e até quedas da própria altura.

Ter uma tontura ou uma fraqueza eventualmente pode acontecer com todo mundo. Porém, se essa situação ocorre com frequência, o ideal é procurar um médico. Isso pode ser sinal de desidratação, efeito colateral de algum remédio, dose excessiva de anti-hipertensivos ou algum problema de coração.

Situações que as pessoas acham que é hipotensão, mas não é

Algumas pessoas acreditam ter pressão baixa porque apresentam constantemente desânimo, preguiça, falta de energia, sono frequente, letargia, etc. Estes não são necessariamente sintomas de hipotensão. Muitas situações podem cursar com esses sintomas sem que a pressão arterial esteja baixa.

Um caso particular são os pacientes com síndrome da fadiga crônica, que é uma doença que provoca um quadro de cansaço persistente, muitas vezes incapacitante. Esses pacientes muitas vezes apresentam níveis de pressão arterial um pouco abaixo da média da população, mas os sintomas são pela doença, e não por uma baixa perfusão de sangue para os tecidos (leia: SÍNDROME DA FADIGA CRÔNICA).

Na verdade, ao contrário da hipertensão, a hipotensão não é uma doença, mas sim um sinal de uma doença. Se a pessoa tem pressão baixa, mas não tem sintomas relevante e consegue ser produtiva, levando uma vida normal, ela tem, na verdade, uma pressão normal, que é apenas mais baixa que a média.

Portanto:

  • Nem toda pressão arterial abaixo de 90/60 mmHg indica algum problema de saúde.
  • Nem toda pressão arterial precisa estar abaixo de 90/60 mmHg para ser sintomática. Hipertensos de longa data podem sentir-se mal com valores de pressão arterial considerados normais para a maioria das pessoas, caso haja uma redução rápida da pressão.
  • A maioria das pessoas que acredita ter pressão baixa, não tem. Tem uma pressão normal, que é apenas mais baixa que a média.
  • Pessoas com pressão considerada baixa, mas que são saudáveis e levam uma vida normal não são consideradas hipotensas.
  • Hipotensão não é doença em si, mas sim um sinal de uma possível doença.
  • A hipertensão normalmente surge sem causa aparente. A hipotensão com sintomas tem sempre um motivo que deve ser investigado.

Tratamento da pressão baixa

Se o paciente tem pressão baixa de forma crônica, mas não apresenta nenhuma queixa ou sintoma, não é necessário nenhum tratamento.

Nos casos de hipotensão postural ou mal estar de curta duração por conta de uma baixa da pressão arterial, o ideal é manter o paciente deitado, com o rosto virado para o lado e as pernas erguidas. Na maioria dos casos, o mal-estar some em menos de 1 ou 2 minutos. Não é preciso pôr sal em baixo da língua. O sal não tem efeito imediato, e se o paciente for hipertenso isso pode acabar causando um pico hipertensivo depois que a pressão normalizar.

Se o paciente tem pressão arterial normal e subitamente apresenta uma hipotensão com sintomas, o ideal é que ele seja avaliado por um médico. Nestes casos, o tratamento será para o problema que está causando a hipotensão, e não para a hipotensão em si.

Compartilhe
Médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (U.F.R.J) em 2002. Especialista em Medicina Interna e Nefrologia. Títulos reconhecidos pela Faculdade do Porto, Ordem dos Médicos de Portugal e Colégio de Nefrologia Português.